Ideias Gulosas Ideias Gulosas

Comemore o Dia Mundial da Pastelaria na Tavi

Ideias Gulosas

O Dia Mundial da Pastelaria, conhecido internacionalmente por “World Baking Day”, comemora-se a 17 de maio. Criado por um grupo de pessoas apaixonadas por bolos, rapidamente ganhou adeptos um pouco por todo o mundo, tornando-se uma celebração internacional.

O objetivo do dia é celebrar a alegria de juntar família e amigos para degustar deliciosos bolos e pastéis.

Quem não gosta de apreciar um delicioso pastel a acompanhar um café ou um chá? No entanto, poucas vezes nos perguntamos qual a origem de determinado doce.


Como forma de comemorar este Dia Mundial da Pastelaria, recolhemos a história da origem de alguns doces de pastelaria bem nossos conhecidos.

Bola de Berlim

Em Portugal, a Bola de Berlim está associada à praia e ao Verão. Mas já pensou que este doce pode ter surgido num ambiente bem mais frio?

A receita da Bola de Berlim nasceu na Alemanha, com o nome de “Berliner”. Durante a Segunda Guerra Mundial as famílias judaicas que fugiam da Alemanha Nazi para Portugal trouxeram consigo esta receita, que foi adaptada ao gosto português: o original recheio de frutos vermelhos foi trocado pelo creme pasteleiro (uma mistura de água, leite, limão, baunilha, farinha, açúcar, ovos e manteiga), uma vez que em Portugal é muito característica a doçaria à base de ovos.

A Bola de Berlim é o terceiro doce de pastelaria mais consumido em Portugal, a seguir ao Pastel de Nata e ao Croissant.

Pastel de Nata

“Era um café e uma nata.” Qual o português que nunca disse esta frase? O Pastel de Nata pode ser encontrado em qualquer pastelaria do país, mas a sua história começa num mosteiro.

Os monges do Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, como forma de angariarem dinheiro e conseguirem subsistir enquanto ordem, começaram a vender Pastéis de Nata, numa pastelaria contígua ao mosteiro.

De Belém, este pastel estendeu-se a todo o país e conquistou o paladar, não só dos portugueses como daqueles que visitam o nosso país. Não é de estranhar, por isso, que este seja o doce mais consumido em Portugal.

É, ainda, exportado e mesmo produzido, um pouco por todo o mundo. Tornou-se, desta forma, um símbolo de Portugal.

Jesuíta

Não existem certezas quanto à verdadeira origem da receita do jesuíta. Uns afirmam que a ligação deste doce aos monges jesuítas prende-se apenas com as parecenças entre a cor da cobertura do bolo e dos trajes que eram utilizados pelos jesuítas. Outros defendem que a origem desta receita é conventual. Há ainda quem defenda que quem introduziu esta receita em Portugal foi um pasteleiro espanhol, que anteriormente teria trabalhado num mosteiro de padres jesuítas em Bilbao.

Éclair

O Éclair surge em França, no século XIX mas até 1850 era designado por “Pain à la Duchesse” ou “Petite Duchesse”.

A história deste bolo liga-se a Catarina de Médici, rainha consorte de França durante o reinado de Henrique II, que levou a massa pâte à choux (com a qual os éclairs são feitos) de Itália para França.

O Éclair é por muitos considerado um símbolo do Porto.

Croissant

A origem do croissant remonta à Áustria. Durante o século XVII, o império Otomano pretendia conquistar a cidade de Viena e, assim, expandir o seu território.

O plano traçado foi o de cavar túneis até ao centro da cidade. Este trabalho começou a ser realizado durante a noite, no entanto, os padeiros da cidade, que trabalhavam durante a noite deram o alarme, fazendo com que o plano otomano falhasse. Para comemorar esta vitória cozinharam-se pequenos pães folhados em forma de meia-lua (o símbolo do inimigo). Surgiram assim os croissants.

Agora que já conhece a história por detrás da origem de diferentes pastéis tradicionais portugueses, visite-nos neste Dia Mundial da Pastelaria e venha comprovar a nossa dedicação e mestria na confeção destes doces.

Scroll top
Morada
Email: clientes@tavi.pt

Rua Sra. da Luz, 363
Foz · Porto, Portugal

Morada
Email: padaria@tavi.pt

Rua Sra. da Luz, 356
Foz · Porto, Portugal

Junte-se a nós
Horário
Segunda a Sábado
7h15 às 20h00
Domingo
8h00 às 20h00

Usamos cookies para lhe garantir uma melhor experiência de navegação. Não guardamos qualquer informação pessoal.

Uso de Cookies

Este site usa cookies com o objectivo de lhe garantir uma melhor experiência de navegação. Alguns destes cookies são necessários para que este site funcione.

Outros são guardados para o reconhecer quando regressa ao site e para ajudar a nossa equipa a perceber que secções acha mais úteis e interessantes.

Não guardamos informação pessoal.

Se concorda com o uso de cookies do site Tavi - Confeitaria da Foz, por favor escolha "Concordo"

×