A Hora do Chá A Hora do Chá

Augusto Küttner de Magalhães e a arte da opinião

A Hora do Chá

É provável que numa das suas visitas à nossa confeitaria se tenha cruzado com Augusto Küttner de Magalhães, um dos nossos clientes habituais. Escolhe sempre a mesma mesa, a última do lado direito, antes da esplanada. E foi lá que o encontrámos, absorto, debruçado sobre um jornal que analisa e escrevinha com as suas notas, como tantas vezes costuma fazer.

Nasceu no Porto, em 1950, filho de pai português e mãe austríaca. Trabalhou durante muitos anos como Gestor de Recursos Humanos, tendo passado por várias empresas. Atualmente, reformado, decidiu dedicar-se à escrita. “Sempre gostei de escrever e depois da reforma comecei a ganhar mesmo essa necessidade”, explica.

Escreve maioritariamente artigos de opinião. Há alguns anos, encorajado pela esposa, decidiu enviar alguns dos seus textos para o Público e para o Expresso, jornais que lê religiosamente. E, qual não foi o seu espanto, quando viu os seus artigos publicados. “A primeira vez fiquei espantadíssimo. Abri o Público e, de repente, vi lá o meu nome escrito! E depois, passado uma semana, fui publicado no Expresso. Fiquei muito contente.”

Desde então, tornou-se presença regular nas rubricas de “Cartas ao diretor” de vários jornais, e recebeu, ainda, vários convites para escrever em blogs. “Realpolitik”, "Com Regras", “Avenida da Liberdade” e “A Voz da Girafa” são alguns dos websites onde pode ler as suas opiniões sobre as mais variadas matérias, da política à educação.

Foi também depois de se reformar que este nosso cliente redescobriu a Tavi. A primeira vez que cá veio era ainda criança e acompanhava uma tia que morava na Foz. Tem ainda presente as memórias do espaço: “ Era tudo em madeira, tinha dois balcões e a Tavi era conhecida porque vendiam muitos bolos-rei e bons”. Depois da tia morrer, perdeu-se a ligação à Foz e, consequentemente, à Tavi.

Só regressou à confeitaria há poucos anos, quando se inscreveu na Universidade Sénior da Foz e, desde então, visita-nos pelo menos duas vezes por semana. Gosta de ter a vida “bem programada” e a sua rotina é quase sempre a mesma. “Quando chego aqui já nem peço nada, os colaboradores veem-me e vêm logo trazer-me o café”. Depois, entrega-se à leitura do jornal, ou de um livro, escrevendo, pontualmente, notas aqui e acolá, nos espaços vazios que encontra. Notas essas que acabam muitas vezes por ser publicadas nesses mesmos jornais.

Antes de partir, compra sempre dois bolos (os croissants e os jesuítas são os seus preferidos), um para si e outro para a sua esposa. A despedida é sempre breve. Já sabemos que volta sempre para uma visita, e para ocupar aquela que já se tornou a “sua mesa”. Até amanhã, caríssimo Augusto!

Scroll top
Morada
Email: clientes@tavi.pt

Rua Sra. da Luz, 363
Foz · Porto, Portugal

Free Wifi Zone
Morada
Email: padaria@tavi.pt

Rua Sra. da Luz, 356
Foz · Porto, Portugal

Junte-se a nós
Horário
Segunda a Sábado
7h15 às 20h00
Domingo
8h00 às 20h00

Usamos cookies para lhe garantir uma melhor experiência de navegação. Não guardamos qualquer informação pessoal.

Uso de Cookies

Este site usa cookies com o objectivo de lhe garantir uma melhor experiência de navegação. Alguns destes cookies são necessários para que este site funcione.

Outros são guardados para o reconhecer quando regressa ao site e para ajudar a nossa equipa a perceber que secções acha mais úteis e interessantes.

Não guardamos informação pessoal.

Se concorda com o uso de cookies do site Tavi - Confeitaria da Foz, por favor escolha "Concordo"

×